quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

às vezes sinto falta.


que saudades de passeios e de mãos dadas, de mimos sem medo. sinto falta de formigueiros cá dentro, de apertos bons no coração. sinto falta de risos e, mais do que isso, sinto falta de sorrisos. acho que sinto falta de olhares, mas não sei bem se o que sinto é falta de pessoas.
acho que sou insatisfeita por natureza. e isto vai durar o que?... eternamente, i guess.

3 comentários:

disse...

"Apertos bons no coração", que expressão maravilhosa (exceptuando os casos de enfarte).

É verdade que nunca estamos 100% satisfeitos, por isso, deixa, logo essas queixas desaparecem e surgem outras ;)

Anónimo disse...

Como eu te percebo...

Vekiki disse...

I do understand you...com 16 anos de diferença (para cima)! penso tantas vezes nestas saudades!