segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

i'm not in love

há mais ou menos 8 anos que tento manter a minha vida privada assim mesmo. privada. isto no sentido em que acho que as pessoas não precisam de saber o que faço, ou deixo de fazer, e com quem. só quem me interessa é que eventualmente saberá de alguma coisa.
na maior parte das vezes, tomo essa decisão porque não quero magoar, se assim posso dizer, certas e determinadas pessoas. por isso, não faço nada que possa vir a ser motivo de conversas entre pessoas que não quero, para que não haja qualquer tipo de fuga de informações. e numa terra tão pequena como portalegre, essas fugas acontecem, até mesmo quando não há nada para contar.
no entanto, tendo em conta que certas e determinadas pessoas que se estão a cagar para mim, para o que eu acho e para o que possa sentir, e que fazem tudo o que lhes dá vontade e na real gana, acho que chegou a altura de parar de pôr paninhos quentes nas minhas decisões, sempre com receio de que as pessoas possam ir contar e inventar coisas.
e chegou a altura de parar de ter o coração nas mãos. e chegou a altura de fazer o que o meu coraçãozinho pede. e de pensar em mim.

3 comentários:

Madeline disse...

Se isto fosse o FB metia aqui um "gosto", como não é, coiso. Fica a intenção. :)

Joaninha disse...

Epah Madeline é isso mesmo, eu tb punha aqui um "gosto" :)))
E quem fala assim não é gago, f*** them all ;)) e espero que as primeiras 10 prioridades da tua lista sejam sempre tu e o que te faz sentir bem :D
Beijinho graaaaaaaaaaande**

isa disse...

É tempo de parar as preocupações em relação a quem não se preocupa! E isto serve para as duas! <3