terça-feira, 28 de junho de 2011

confesso que não era fã do rapaz, nem a nível profissional, nem pessoal, dado que tive oportunidade de estar com eles nalgumas ocasiões, e não achei que ele fosse muito acessível.
no entanto, tenho pena de tudo o que lhe aconteceu. se ele teve culpa? muito provavelmente teve. isso de andar a velocidades enormes sem cinto, sem nada.. enfim..
agora, dizerem que é uma injustiça (palavras ditas por pessoas que foram entrevistadas para os jornais nacionais), é que é parvo. injustiça ele não ter tido cuidado? injustiça ele não cuidar dele?
compreendo a dor de quem era chegado ao angélico, e dos familiares, mas isto não se trata de uma injustiça. trata-se de um descuido dele próprio, que lhe correu (muito) mal.
no entanto, não deixo de ter pena do que lhe aconteceu, e mais pena tenho da família e dos amigos, que vão ter de viver sem a presença dele.
sinto mais isto, agora que trabalho com pessoas que o conhecem, e que ficaram de rastos com a situação, e acho ridículo terem criado já grupos em redes sociais que só dizem disparates, sem pensar que ele tem família, e amigos que gostavam dele, e que estão a sofrer.
enfim.
espero que seja uma lição para os milhares de fãs que ele tinha. se era modelo de pessoa para os mais novos, eles que aprendam a cuidar deles mesmos.

1 comentário:

Cláudio disse...

Sou da mesma opinião e acho que deviam falar mais nisto em relação a utilização do cinto de segurança investir em campanhas para sensibilizar os condutores

e o que eu acho mesmo triste no meio disto tudo foi mesmo eles não usarem o cinto de segurança porque se não fosse isto podiam bem terem se safado todos...