quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

às vezes...

nestas alturas em que faço parte das estatísticas nacionais do desemprego, gostava de fazer coisas interessantes. ir a sítios, ver coisas. ir onde e ver o que? pois que não sei. aqui torna-se complicado, porque apesar de ser capital de distrito, a cidade não tem absolutamente nada que me interesse ver. pelo menos durante o dia, já que de noite ainda há um cineminha (só aos domingos e nas segundas), e alguns espectáculos de música bem giros (às sextas e sábados).

"mas... e durante o dia?"

pois... lá está. nada de nada. é que nem é por falta de companhia, que até seria bem capaz de ir a qualquer lado sozinha. mas não.
aqui ou se vai ao café, ou se vai ao café (e mesmo assim sou bem capaz de ficar fechada em casa 3 e 4 dias seguidos. qualquer dia pareço um fantasma, porque vá... branquinha já eu sou).

e depois pode perguntar-se "mas assim sendo, porque não voltas para lisboa?", ao que eu respondo "se me puseres dinheiro na conta para que possa sobreviver lá e ainda possa ir a sítios e ver coisas, volto já amanhã!".

é o que temos...

depois não estranhem se eu ficar com o cérebro meio atrofiado, sim?

4 comentários:

Pilipa disse...

Weeeeeeeeeee! Pili pili tem um blog!
Vivaaa!

Faça o favor de escrever muito, sim?

Beijinhos! (L)

Madame Butterfly disse...

Ter um blog também é uma forma inteligente de ocupar o tempo. Desejo-te boa sorte na demanda do Santo Graal;)Como li algures...definitivamente este país não é para novos.

Madeline disse...

Tenho de ter muita paciência para te aturar... Só me consola saber que o sentimento é reciproco!

P. disse...

ahahahah!

opa, com o regresso a lisboa, pode ser que tudo mude! ou não :P