quarta-feira, 11 de março de 2009

desligo o pc para me ir embora. passados 5 minutos, volto a ligar o pc para continuar a trabalhar. mais telefonemas para fazer. saio do trabalho depois das 20, ponho os phones, a minha música a tocar. vou a pé para o comboio, espero 10 minutos até que este chegue. penso em coisas parvas e digo para mim mesma mas porque raio é que este tempo ameno, aliado à minha música, me fazem pensar em coisas parvas?
viagem de 10 minutos até alcantara, beira rio já de noite, mais música e mais pensamentos parvos. mau! tão não querem ver isto? saio do comboio e vou apanhar o autocarro. já na paragem, fico sem bateria no ipod. acaba-se a música. os pensamentos parvos continuam. vai-se a ver, o problema não é a música...


ah pois é, bebé!

3 comentários:

Joaninha disse...

Deixa lá...há dias assim ;)

disse...

Também acho que o problema não é da música, nem sequer da viagem à beira-rio.
Os "pensamentos parvos" bastam-se a si próprios e não precisam de complemento ou impulso.
Se descobrires a forma de os controlar, avisa, que há mais quem precise! ;)

Alexandra disse...

Tenho exactamente o mesmo problema. Passei hoje todo o santo dia a pensar em coisas, a relembrar coisas que já aconteceram e das quais sinto saudades e que me deixam toda lamechas e a choramingar pelos cantos e tudo o resto.
O meu problema não é a música. Chama-se TPM e parvoíce crónica. Já não tem cura. :(

*